Primeira ida ao ginecologista é essencial para se conhecer mais

15 de agosto de 2017

Olá pessoal!

Existe um momento em que precisamos nos despedir daquele pediatra que nos acompanhou desde a infância, ou hebiatra que costumávamos visitar. Chegou a hora de ir ao ginecologista. Mesmo assim, muitas meninas sofrem com essa transformação. A insegurança, na verdade, não passa de ilusão. Quem explica isso é a ginecologista Melissa Antoun.

“A primeira consulta é essencial para a própria menina se conhecer ainda mais. Não precisa de medo ou vergonha. Em geral, não fazemos o exame ginecológico. É hora para conversar, bater um papo e receber algumas orientações”, ressalta.

Quando ir?

Mas, se não há do que temer, qual o melhor momento para visitar o médico? A especialista explica. “Geralmente, o indicado é logo após a primeira menstruação. Mesmo assim, a qualquer sinal de cólicas, caroços, dores nos peitos, barriga, alteração de uma mama em relação à outra, excesso de pelos e outras complicações, a avaliação médica é fundamental”, afirma.

Para ela, o principal é não deixar para fazer a consulta após iniciar as relações sexuais.  “As orientações são muito importantes para saber como se prevenir de uma gravidez indesejada e doenças, como o HPV, que é pouco falada, apesar de ter uma vacina disponível no sistema público de saúde”, completa.

Confiança no médico

Após a primeira consulta, é bom manter o hábito de uma visita por ano. “Essa rotina é muito importante. Com o tempo, muitas meninas dispensam até a presença dos pais nos consultórios quando passam a ter mais confiança. Algumas delas já até combinam com a mãe de ligar e fazer a consulta, o que é muito importante, afinal, este é o médico da mulher que vai acompanhar o desenvolvimento dela durante as várias fases da vida”, destaca a ginecologista.

Espero que tenha gostado dessas dicas e que cuide bem de sua saúde!

Beijos, Si.

Comentários pelo Facebook

Confira Também

Nenhum Comentário

Deixe uma Resposta

*